Posso fazer tratamento de vasinhos com espuma?

Posso fazer tratamento de vasinhos com espuma?

Após o tratamento com espuma para vasinhos (telangiectasias) ter se popularizado através da mídia, é comum pacientes perguntarem se podem ser tratados com essa solução. De fato, o tratamento com espumas em vasinhos trouxe muito avanço e facilidade na escleroterapia, mas isso não é tão recente quanto a fama que ganhou, tampouco tão versátil quanto parece em algumas situações. Como tudo nas ciências médicas, é preciso buscar o tratamento ideal para cada caso, de acordo com os problemas e perfil específicos de cada paciente.

Da convencional glicose hiperosmolar a outros modos de tratar vasinhos, a espuma se torna de fato uma solução vantajosa em vários casos. Ela nada mais é do que a ação detergente ação do polidocanol (0,25% ou 0,5%), um líquido que permite a formação de espuminha que, ao ser aplicado no interior dos vasinhos, causa a esclerose deles de maneira mais eficiente, e mais rápida com a mesma segurança que a glicose isoladamente.

O fato da aplicação de glicose ser de uma época anterior à espuma não fez com que essa substância fosse substituída. Acontece que para vasinhos de calibre menor, a glicose continua sendo o mais indicado. Por ter um teor esclerosante mais baixo, ela já é suficientemente eficaz, poupando o paciente de efeitos adversos como manchas temporárias na pele.

Exemplos de vantagens do uso da espuma são os vasinhos de calibre maior – estes, sim, representam maior dificuldade diante do uso da glicose. Além destes vasinhos com maior calibre, a espuma também pode ser indicada para varizes e safenas (numa variação de concentração de 1% e 3% respectivamente), apesar de ainda não ser uma substituta da cirurgia.

A questão da substituição também é uma dúvida recorrente. Em princípio, a espuma não é a melhor indicação para as cirurgias de varizes, mas sim uma alternativa para situações específicas e emergenciais, como em úlceras varicosas. Na maioria dos casos de varizes, a microcirurgia para a extração delas continua sendo o mais indicado, assim como o endolaser ou radiofrequência se tornaram preferenciais para o tratamento das safenas insuficientes.

Faça seu comentário

Receba nossas novidades

NewsLetter

Arquivo

Categorias

× Atendimento!

Olá! Conheça o Instituto Vascular

Telefones: (11) 3266-8959 /  (11) 3262-0336
Rua Itapeva, 240 - 14° andar - Conj. 1407/1408
Bairro: Cerqueira César - São Paulo - SP

Telefones:
(11) 3266-8959(11) 3262-0336
Endereço:
Rua Itapeva, 240 - 14° andar
Conj. 1407/1408

Cerqueira César - São Paulo